CONSELHO SUPERIOR DA CAPES ENVIA NOTA AO MEC SOBRE CORTE DE VERBAS

Reunião do dia 01 de agosto confirmou situação de calamidade financeira

Diante do corte orçamentário da Educação, definido para o Orçamento de 2019, o Conselho Superior da Capes emitiu Nota Oficial ao MEC indicando que, caso não seja alterado o corte proposto pelo governo atual, o órgão só terá orçamento até agosto de 2019. De acordo com a Nota, haverá suspensão de bolsas para 93 mil discentes e pesquisadores da Pós-Graduação e também a suspensão de 105 mil bolsas de Formação dos Profissionais da Educação Básica. Finalmente, o documento alerta que, com este corte todo o sistema de funcionamento  da Universidade aberta e dos Mestrados Profissionais será suspenso, afetando 245.oo beneficiados (alunos e bolsistas, professores, tutores, assistentes e coordenadores). Na prática, elimina-se a Pós-Graduação brasileira, atingindo, também, toda a Rede Básica. O mesmo documento solicita uma ação urgente do Ministro da Educação para que se cumpra o que está disposto no Artigo 22 da Lei de Diretrizes Orçamentárias, de modo a se rever esta situação. Tal movimento tem que ser realizado até o dia 31 de agosto, quando acaba o prazo para se alterar o orçamento de 2019. Em paralelo, a sociedade civil, mobilizada, conclamou vário Atos Públicos para manifestar sua indignação e oposição ao absurdo corte orçamentário promovido pelo governo federal.